Envelhecimento

Doenças crónicas e envelhecimento
couple_on_swing

O envelhecimento faz parte da nossa própria biologia como seres humanos. Todos nós ficaremos mais velhos e este destino é inalterável. Directamente ligado ao envelhecimento está, pois, a incidência de doenças crónicas relacionadas com a idade, como por exemplo, a osteoporose, o cancro ou as doenças cardiovasculares. Em termos conceptuais, e como determinado pelos genes não temos qualquer culpa na ocorrência destas doenças. Mas podemos ajudar o nosso corpo a retardar o envelhecimento biológico e a ficar saudável por mais tempo. Isto é chamado de aumentar a expectativa de vida saudável.

Aumentar a expectativa de vida saudável e a sua importância

A população europeia está a envelhecer, e está previsto um aumento no número de seniores com 70 anos ou mais que rondará os 40% até 2030, assim como aumentará o número de seniores com doenças relacionadas com a idade. Isto coloca um grande desafio às nossas sociedades modernas que irão passar a depender directa ou indirectamente da saúde dos seus cidadãos mais velhos.

O objetivo enquanto envelhecemos é manter-nos membros activos das nossas comunidades. Este conceito é fundamental para cada indivíduo, para a sociedade como um todo e para os prestadores de cuidados de saúde. Se aumentarmos a expectativa de vida saudável, estabeleceremos as bases para prolongar o contributo activo de cada indivíduo à sociedade e reduziremos os gastos com a saúde da melhor forma possível, isto é através de uma saúde melhor. Assim, intervenções terapêuticas eficazes, acessíveis e bem toleradas na prevenção de doenças crónicas em idade avançada são necessárias urgentemente e terão um impacto notável na saúde pública como um todo.

Pesquisa científica actual para o envelhecimento saudável

Uma das prioridades da pesquisa científica contemporânea em matéria de envelhecimento é o prolongamento da expectativa de vida saudável através do retardamento do envelhecimento biológico. Embora a longevidade seja uma meta importante-é a longevidade saudável que esta pesquisa visa estudar. Como pode isto ser conseguido?

Uma das estratégias é estudar os genes de seres humanos que atingiram uma idade muito elevada com boa saúde. Outra estratégia é estudar grandes coortes -grupos humanos com uma característica comum- e segui-los ao longo de grandes períodos de tempo para identificar factores que aumentam a expectativa de vida saudável. Este tipo de estudo é chamado de epidemiologia. Os resultados desta pesquisa precisam de ser testados e confirmados num estudo clínico para fornecer provas de que se recomendarmos- por exemplo, um suplemento de vitamina D a todos os indivíduos com 60 ou mais anos- iremos reduzir de forma efectiva e segura as doenças crónicas, e assim, prolongar a expectativa de vida saudável.

Quais são as recomendações comuns para uma vida saudável em idade mais avançada?

  • Mantenha um peso saudável
  • Tenha uma alimentação equilibrada (isto é, dieta mediterrânea)
  • Mantenha-se ativo – caminhe 30 minutos por dia (a passo rápido)
  • Não fume
  • Tome um suplemento de vitamina D de 800 UI/dia para reduzir o risco de quedas e fracturas